Pense em orégano e muito provavelmente o que virá à sua cabeça é o tempero espalhado sobre uma deliciosa pizza de mussarela. Apesar de ser mais conhecido por nós brasileiros na forma desidratada, o orégano também pode ser encontrado como folhas frescas e também como óleo, esse último utilizado até como cosmético. Mas você sabe para que serve o orégano?

O orégano seco carrega uma boa parte das propriedades do orégano in natura, mas a planta fresca e seu óleo concentram a maioria dos benefícios do orégano para boa forma e saúde. Tanto o orégano seco quanto as folhas frescas da erva possuem óleos voláteis com propriedades diuréticas, antibacterianas, expectorantes, antioxidantes, entre outras, como veremos logo mais.

Propriedades:

De origem mediterrânea, o orégano é uma excelente fonte de vitaminas e minerais, além de compostos que permitem seu uso como planta medicinal. Principais ingredientes do orégano:

  • Polifenóis: de 60 a 80% do óleo de orégano é composto de carvacrol, enquanto outros 5% são formados pelo timol, dois polifenóis que conferem ao orégano características antissépticas, anti-inflamatórias e contribuem para a perda de peso;
  • Terpeno, pineno, borneol, linalol e terpineno: óleos essenciais com propriedades antivirais, anti-inflamatórias, antissépticas e anestésicas;
  • Vitaminas: A, C, K e complexo B;
  • Minerais: zinco, magnésio, cálcio, ferro, manganês, cobre e potássio;
  • Ômega 3

Benefícios:

  • Ajuda a perder peso:  o óleo de orégano também pode ajudar a emagrecer de maneira indireta, reduzindo o apetite. Isso ocorre porque o óleo possui digestão mais lenta que os carboidratos e proteínas, retardando a absorção dos alimentos e prolongando a sensação de saciedade.
    Vale lembrar ainda que as folhas frescas de orégano são ricas em fibras, que melhoram o funcionamento intestinal e também prolongam a sensação de saciedade.
  • Diminui dores musculares e inflamações: o óleo de orégano pode ser um ótimo relaxante muscular quando aplicado diretamente sobre a pele. Misture uma parte de óleo de orégano com outra parte igual de azeite e aplique na área dolorida, massageando suavemente. Essa propriedade do óleo de orégano pode ser especialmente benéfica para quem pratica atividade física, pois ajuda a melhorar dores musculares e permite uma melhor recuperação pós-treino. A mistura com o azeite também pode ser utilizada para tratar dores nas costas e distensões musculares leves.
  • Auxilia a digestão: um dos benefícios do orégano é estimular a secreção de bile pelo fígado. Entre outras funções, a bile facilita a digestão de gorduras, atuando como um detergente e permitindo a absorção de nutrientes. O orégano também melhora a indigestão, a flatulência e a sensação de estufamento que pode ocorrer após as refeições.
  • Previne a gripe: um dos maiores benefícios do orégano é a sua capacidade de fortalecer o sistema imunológico, auxiliando no combate a infecções virais como a gripe. Assim que começar a notar os sinais da infecção misture de 3 a 6 gotas de óleo de orégano com um pouco de água e tome antes das refeições. Repita o tratamento por pelo menos cinco dias.
  • Prevenção do câncer: folhas frescas de orégano são ricas em fibras que auxiliam a bile a se ligar a toxinas e facilitar sua eliminação pelo intestino. Isso obriga o organismo a utilizar colesterol para produzir mais sais biliares, o que leva a uma redução dos níveis de colesterol e diminui o risco de câncer de cólon. Já as propriedades do orégano anti-inflamatórias e antibacterianas permitem uma progressão mais lenta de certos tipos de câncer, como o de próstata e o de mama.
  • Coração: o orégano possui boas quantidades de potássio, um importante nutriente para as células e líquidos corporais. O potássio ajuda a controlar a pressão arterial elevada e batimentos cardíacos acelerados causados pelo consumo excessivo de sódio, e por isso estes são outros benefícios do orégano.
    Os antioxidantes e o ômega 3 presentes no orégano ajudam a diminuir inflamações e colaboram para a prevenção de doenças do coração.
  • Antioxidante: Os principais compostos ativos do orégano atuam como poderosos antioxidantes, ou seja, combatem radicais livres e contribuem para a prevenção de diversas doenças e também atuam contra o envelhecimento precoce. O ácido rosmarínico e o timol são dois desses potentes antioxidantes que tornam o orégano um agente com capacidade antioxidante 30 vezes maior que a maçã, 12 vezes maior que a laranja e 4 vezes maior que o mirtilo, esse último uma das frutas mais ricas em antioxidantes que temos à nossa disposição.

Efeitos colaterais: 

O orégano é seguro para a saúde se consumido em quantidades normais, mas seu uso pode provocar alergia de pele e vômitos em algumas pessoas sensíveis à planta.

Embora não se conheçam efeitos colaterais graves do orégano durante a gestação, recomenda-se que mulheres grávidas evitem o consumo de chá ou óleo de orégano sem orientação médica.

Fonte: www.mundoboaforma.com.br